3º Festival de Cinema da Covilhã

A “cidade neve” vai transformar-se, por estes dias, na capital nacional do cinema. A Delegação do INATEL da Covilhã, promove entre os dias 11 e 19 de Maio, a terceira edição do Festival de Cinema da Covilhã.

Duas ante-estreias nacionais, vários filmes que serão exibidos pela primeira vez em Portugal e exibição de obras cinematográficas em localidades que não têm cinema são algumas das metas que os organizadores da terceira edição do Festival de Cinema da Covilhã se propõem a atingir.
De entre um vasto leque de novidades, destaque para o programa do festival que contempla a exibição de mais de 40 filmes. Esta iniciativa prevê a exibição de filmes na Covilhã, na Sertã e em Idanha-a-Nova. Ao contrário do que estava previsto pela organização, a cidade de Castelo Branco não vai contar com uma extensão deste festival “isto porque a sala onde se pretendia projectar os filmes vai encerrar”, adianta Luís Cassapo, director de coordenação do festival.
Bernardino Gata, delegado regional do INATEL adianta que esta iniciativa “vai colmatar uma brecha existente na programação cultural da região”. Gata adianta ainda que o júri do festival vai ser presidido pela realizadora Margarida Gil, e vai contar com “diversos nomes relacionados com o cinema, ao nível da região”. Bernardino Gata acrescenta que a terceira edição deste festival vai servir também para “homenagear, a título póstumo, a actriz Isabel Castro”.
Luís Cassapo foi quem apresentou a parte “técnica” deste evento. Depois de “organizar este evento em tempo recorde, estamos aqui com o melhor que conseguimos”, adianta este responsável. O evento que vai decorrer no Teatro-Cine da Covilhã e na Cinubiteca da UBI, no que respeita à “cidade neve”, vai passar também no Auditório do Centro Cultural Raiano, em Idanha-a-Nova e no Cine Teatro Tasso, na Sertã. Para além da mostra de filmes para o público geral vai decorrer também uma iniciativa intitulada “A Escola Vai Ao Cinema”. Este evento decorre nas salas da Castello Lopes Filmes, no Serra Shopping e engloba “um total de sete escolas básicas do concelho da Covilhã e 539 alunos”. Durante os dias de realização do festival, estes alunos vão poder assistir a dois filmes de animação.
Vai também decorrer um workshop de cinema, “novamente em parceria com a UBI”, lembra Cassapo e que será dirigido aos alunos do primeiro ano da licenciatura em Cinema da instituição de ensino superior.
Joaquim Diabinho, director de produção do festival, foi também um dos intervenientes na apresentação à imprensa, do festival. Segundo estes responsável, esta terceira edição “continua fiel aos seus princípios que são de promover o cinema português e divulgar filmes que por razões comerciais não são tão vistos”. Segundo Diabinho, nesta terceira edição vai ser possível assistir a duas ante-estreias em Portugal. A primeira já no próximo dia 11 de Maio, aquando da abertura oficial com o filme “The Banquet – Inimigos do Império” do realizador Feng Xiaogang e uma outra, na sessão de encerramento. Esta última ante-estreia resume-se a um filme francófono que ainda está a ser legendado em português. Para além destes filmes há também outros títulos a destacar, como é o caso do ““Little Miss Sunshine”, de Jonathan Dayton e Valerie Faris. “Uma comédia nunca foi exibida em Portugal e que foi nomeada para os Óscares”, lembra Diabinho. “Pecados Íntimos – Little Children” do realizador Todd Field é também outro dos destaques apontados pelo director de programação. Em competição nacional vão estar quatro longas-metragens e dez curtas. Os prémios dividem-se entre Grande Prémio “Cidade da Covilhã”, para o melhor filme longa-metragem, com um total de 2500 euros, Grande Prémio “Cidade da Covilhã”, para o melhor filme curta-metragem, com um total de 1250 euros e ainda, Melhor Realizador, Prémio de Revelação “José Álvaro de Morais”, Prémio Especial – Reconhecimento de Carreira e duas menções honrosas. A estes juntam-se os prémios do público para Melhor Filme, Melhor Realizador e Melhor Intérprete.
Quanto à programação, para dia 11, sexta-feira, está marcada a Sessão de Abertura com a ante-estreia do filme “Inimigos do Império”, no Teatro-Cine da Covilhã. Para esta sala estão também marcados os filmes “Uma família à beira de um ataque de nervos”, dia 11 às 24 horas. Sábado, 12, pelas 17.30 horas, passa “Serão”, “Cântico de criaturas” e “Body Rice”. No mesmo dia às 21.30 é a vez de “O Bom Nome” e pelas 24 horas “Encurralados”. No domingo, 13, “Palombella Rossa” é exibido às 17.30 horas, já às 21.30 é a vez de “Rapace”, “Primeiro Voo” e “Coisa Ruim”. Na segunda, 14, pelas 17.30 horas o filme em destaque no Teatro-Cine da Covilhã é “Querido Diário” e pelas 21.30 “Pecados Íntimos”. Esta sala recebe também no sábado, 19, a sessão de encerramento. Um evento marcado para as 16 horas e que, para além da cerimónia de entrega de prémios conta também com a ante-estreia de um filme francófono.
Quanto às extensões deste festival estas passam pela Cinubiteca da UBI, onde podem ser vistos filmes a partir de segunda-feira, 14, pelas 16 horas, com “Não quero apenas que me amem” e também às 21.30 horas “O direito do mais forte à liberdade” e “Crosswalk”. Na Terça, 15 “A terceira Geração” passa às 21.30 horas e na quarta, 16 é a vez de “Lili Marleen”, no mesmo horário. O último filme a ser exibido nesta sala está marcado para quinta-feira, 19, às 21.30 e é “A saudade de Verónica Voss”.
Também as salas de cinema “Castello Lopes”, no Serra Shopping recebem uma extensão do festival entre os dias 14 e 18, com sessões às 10.30 horas. Nestas salas decorre a acção pedagógica “A Escola Vai ao Cinema” e vão ser exibidos os filmes “A Viagem de Chihiro – O Castelo Andante” e “O Primeiro Olhar”.
No auditório do Centro Cultural Raiano, em Idanha-a-Nova, passam os filmes “Sinal de Alerta”, sexta, 11, pelas 21.30, “Livro Negro”, sábado, 12, às 16 horas, “À beira do precipício”, sexta, 18, às 21.30 horas e no sábado, 19, pelas 16 horas passa “Pequenas Flores Vermelhas”. Por último, no Cine Teatro Tasso, na Sertã, está agendado para sexta, 11, “A maldição da flor dourada”, sábado, 12 “O véu pintado”, quinta, 17 “A filha da guerra”, sexta, 18 “Boa noite, e boa sorte” e sábado, 19 “Voltar”. Todos os filmes são exibidos às 21.30 horas. O preço geral dos ingressos é de dois euros e há também a possibilidade de adquirir uma série de dez bilhetes por 15 euros e uma série de 20 bilhetes por 20 euros.

in Urbi@Orbi

2 comentários

  1. Setembro 28, 2007 às 2:09 pm

    […] com André CarrilhoFESTIVAIS EM PORTUGAL:Caminhos do Cinema Português (21 a 28 de Abril)Festival de Cinema da Covilhã (11 a 19 de Maio)  Publicação: Monday, September 24, 2007 3:08 PM por meiadeleite […]

  2. Setembro 28, 2007 às 2:36 pm

    […] com André CarrilhoFESTIVAIS EM PORTUGAL:Caminhos do Cinema Português (21 a 28 de Abril)Festival de Cinema da Covilhã (11 a 19 de Maio)Village International D-Cinema Festival (18 a 24 de Junho) em Lisboa  […]


Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: