Estamos de Parabens

1º Aniversario O Suplente

Anúncios

Machibombo Live @ RESET 2007

Desta vez apresentamos por aqui, uma das mais recentes bandas criadas aqui pela “Cova Nostra”, chamam-se Machibombom e são fundamentalmente uma banda de covers, mas com uma óptima escolha musical. Para a semana prometemos apresentar mais uma gravaçao que fizemos deles no dia de encerramento do RESET 07

Serviços Académicos – A homenagem

O blog dos nossos colegas N e a D, do DEPOIS DA COVILHÃ, publicitaram um dos melhores filmes que já vi pelo youtube… Sinceramente acho que é uma curta metragem digna de um projecto de finalistas do curso de Cinema, mas a censura ainda existe por esta universidade, portanto lá teve que ser a Orquestra Académica da UBI a acabar com a censura…

Já b´UBI & Tokuskopus – Entrada “Copus Académicus”

Telmo Martins vence concurso canadiano com «Crosswalk»

A curta-metragem «Crosswalk» valeu terça-feira ao jovem realizador português Telmo Martins o primeiro prémio de um concurso canadiano de vídeos do portal Istockphoto, um galardão que lhe permitirá rodar a sua primeira longa-metragem. O concurso decorreu num portal canadiano de vídeos e imagens que conta com uma comunidade de quase dois milhões de utilizadores.

O filme, que venceu na categoria de comédia, foi gravado em Abril na Covilhã com produção da Lobby Productions, que Telmo Martins fundou depois de ter terminado em 2006 o curso de design multimédia naquela cidade do interior.

A partir do tema «Future now», Telmo Martins decidiu brincar com «a ideia de que toda a gente hoje em dia tem um gadget, um aparelho que faz com que cada um tenha o seu próprio bip».

«Chega a uma altura em que os bips de todas as pessoas entrarão em choque, é um choque de tecnologias», afirmou Telmo Martins à agência Lusa.

O mote do vídeo «Crosswalk», com cerca de dois minutos e meio de duração, é explicado pela curta sinopse: «no barulho das luzes, existe sempre alguém que confunde os sons».

O primeiro prémio do concurso é material técnico no valor de cerca de seis mil euros, e inclui uma câmara de filmar de alta definição que permitirá Telmo Martins rodar a sua primeira longa-metragem.

«Nós [produtora Lobby Productions] queríamos mesmo esta câmara para poder filmar, esse foi o objectivo quando concorremos», sublinhou, satisfeito, Telmo Martins.

A longa-metragem, intitulada «Tempo presente – memórias de um estudante», deverá ser rodada entre Outubro e Novembro e entre Março e Abril de 2008 em Lisboa, Porto e Covilhã.

«Não é um típico filme sobre a vida dos estudantes, as festas, a queima das fitas. É uma comédia dramática diferente», descreveu o realizador de 28 anos.

Diário Digital / Lusa

———————-“-“———————

O Suplente deixa aqui os parabéns ao Telmo, com alguns dias de atraso mas sempre sinceros. Pode ser que um dia destes O Suplente estabeleça contactos com o Telmo para ele nos desvendar um bocadinho mais da sua 1º curta metragem 😉 quem sabe, sonhar nao custa lol 😀

Free Hugs Ou Abraços Grátis

Sinceramente esta era uma das coisas que mais gostava de fazer aqui pela minha terrinha, se virem o vídeo vão ver que não é nada de especial, mas que pode tornar as pessoas muito mais unidas numa sociedade que cada vez é mais desmotivada para a união.

Este post surge também, porque já tentei iniciar esta campanha dentro da Universidade da Beira Interior e quando falo no conceito do “Free Hugs”, toda a gente desconhece e me olha com uma cara um bocado estranha do tipo: “Não bates bem, definitivamente…”. Mas eu continuo a pregar a palavra dos “Free Hugs”….

Se houver por ai alguém que esteja interessado em realizar esta actividade na Covilhã ou cidades perto desta, contem com a minha participação.

Abraços Grátis em Portugal

Abraços Grátis em Nova York

Para mais informaçoes sobre o tema, objectivos e ideais podem sempre dar uma expreitadela aqui ao site oficial 😀

3º Festival de Cinema da Covilhã

A “cidade neve” vai transformar-se, por estes dias, na capital nacional do cinema. A Delegação do INATEL da Covilhã, promove entre os dias 11 e 19 de Maio, a terceira edição do Festival de Cinema da Covilhã.

Duas ante-estreias nacionais, vários filmes que serão exibidos pela primeira vez em Portugal e exibição de obras cinematográficas em localidades que não têm cinema são algumas das metas que os organizadores da terceira edição do Festival de Cinema da Covilhã se propõem a atingir.
De entre um vasto leque de novidades, destaque para o programa do festival que contempla a exibição de mais de 40 filmes. Esta iniciativa prevê a exibição de filmes na Covilhã, na Sertã e em Idanha-a-Nova. Ao contrário do que estava previsto pela organização, a cidade de Castelo Branco não vai contar com uma extensão deste festival “isto porque a sala onde se pretendia projectar os filmes vai encerrar”, adianta Luís Cassapo, director de coordenação do festival.
Bernardino Gata, delegado regional do INATEL adianta que esta iniciativa “vai colmatar uma brecha existente na programação cultural da região”. Gata adianta ainda que o júri do festival vai ser presidido pela realizadora Margarida Gil, e vai contar com “diversos nomes relacionados com o cinema, ao nível da região”. Bernardino Gata acrescenta que a terceira edição deste festival vai servir também para “homenagear, a título póstumo, a actriz Isabel Castro”.
Luís Cassapo foi quem apresentou a parte “técnica” deste evento. Depois de “organizar este evento em tempo recorde, estamos aqui com o melhor que conseguimos”, adianta este responsável. O evento que vai decorrer no Teatro-Cine da Covilhã e na Cinubiteca da UBI, no que respeita à “cidade neve”, vai passar também no Auditório do Centro Cultural Raiano, em Idanha-a-Nova e no Cine Teatro Tasso, na Sertã. Para além da mostra de filmes para o público geral vai decorrer também uma iniciativa intitulada “A Escola Vai Ao Cinema”. Este evento decorre nas salas da Castello Lopes Filmes, no Serra Shopping e engloba “um total de sete escolas básicas do concelho da Covilhã e 539 alunos”. Durante os dias de realização do festival, estes alunos vão poder assistir a dois filmes de animação.
Vai também decorrer um workshop de cinema, “novamente em parceria com a UBI”, lembra Cassapo e que será dirigido aos alunos do primeiro ano da licenciatura em Cinema da instituição de ensino superior.
Joaquim Diabinho, director de produção do festival, foi também um dos intervenientes na apresentação à imprensa, do festival. Segundo estes responsável, esta terceira edição “continua fiel aos seus princípios que são de promover o cinema português e divulgar filmes que por razões comerciais não são tão vistos”. Segundo Diabinho, nesta terceira edição vai ser possível assistir a duas ante-estreias em Portugal. A primeira já no próximo dia 11 de Maio, aquando da abertura oficial com o filme “The Banquet – Inimigos do Império” do realizador Feng Xiaogang e uma outra, na sessão de encerramento. Esta última ante-estreia resume-se a um filme francófono que ainda está a ser legendado em português. Para além destes filmes há também outros títulos a destacar, como é o caso do ““Little Miss Sunshine”, de Jonathan Dayton e Valerie Faris. “Uma comédia nunca foi exibida em Portugal e que foi nomeada para os Óscares”, lembra Diabinho. “Pecados Íntimos – Little Children” do realizador Todd Field é também outro dos destaques apontados pelo director de programação. Em competição nacional vão estar quatro longas-metragens e dez curtas. Os prémios dividem-se entre Grande Prémio “Cidade da Covilhã”, para o melhor filme longa-metragem, com um total de 2500 euros, Grande Prémio “Cidade da Covilhã”, para o melhor filme curta-metragem, com um total de 1250 euros e ainda, Melhor Realizador, Prémio de Revelação “José Álvaro de Morais”, Prémio Especial – Reconhecimento de Carreira e duas menções honrosas. A estes juntam-se os prémios do público para Melhor Filme, Melhor Realizador e Melhor Intérprete.
Quanto à programação, para dia 11, sexta-feira, está marcada a Sessão de Abertura com a ante-estreia do filme “Inimigos do Império”, no Teatro-Cine da Covilhã. Para esta sala estão também marcados os filmes “Uma família à beira de um ataque de nervos”, dia 11 às 24 horas. Sábado, 12, pelas 17.30 horas, passa “Serão”, “Cântico de criaturas” e “Body Rice”. No mesmo dia às 21.30 é a vez de “O Bom Nome” e pelas 24 horas “Encurralados”. No domingo, 13, “Palombella Rossa” é exibido às 17.30 horas, já às 21.30 é a vez de “Rapace”, “Primeiro Voo” e “Coisa Ruim”. Na segunda, 14, pelas 17.30 horas o filme em destaque no Teatro-Cine da Covilhã é “Querido Diário” e pelas 21.30 “Pecados Íntimos”. Esta sala recebe também no sábado, 19, a sessão de encerramento. Um evento marcado para as 16 horas e que, para além da cerimónia de entrega de prémios conta também com a ante-estreia de um filme francófono.
Quanto às extensões deste festival estas passam pela Cinubiteca da UBI, onde podem ser vistos filmes a partir de segunda-feira, 14, pelas 16 horas, com “Não quero apenas que me amem” e também às 21.30 horas “O direito do mais forte à liberdade” e “Crosswalk”. Na Terça, 15 “A terceira Geração” passa às 21.30 horas e na quarta, 16 é a vez de “Lili Marleen”, no mesmo horário. O último filme a ser exibido nesta sala está marcado para quinta-feira, 19, às 21.30 e é “A saudade de Verónica Voss”.
Também as salas de cinema “Castello Lopes”, no Serra Shopping recebem uma extensão do festival entre os dias 14 e 18, com sessões às 10.30 horas. Nestas salas decorre a acção pedagógica “A Escola Vai ao Cinema” e vão ser exibidos os filmes “A Viagem de Chihiro – O Castelo Andante” e “O Primeiro Olhar”.
No auditório do Centro Cultural Raiano, em Idanha-a-Nova, passam os filmes “Sinal de Alerta”, sexta, 11, pelas 21.30, “Livro Negro”, sábado, 12, às 16 horas, “À beira do precipício”, sexta, 18, às 21.30 horas e no sábado, 19, pelas 16 horas passa “Pequenas Flores Vermelhas”. Por último, no Cine Teatro Tasso, na Sertã, está agendado para sexta, 11, “A maldição da flor dourada”, sábado, 12 “O véu pintado”, quinta, 17 “A filha da guerra”, sexta, 18 “Boa noite, e boa sorte” e sábado, 19 “Voltar”. Todos os filmes são exibidos às 21.30 horas. O preço geral dos ingressos é de dois euros e há também a possibilidade de adquirir uma série de dez bilhetes por 15 euros e uma série de 20 bilhetes por 20 euros.

in Urbi@Orbi

Proktu – Montra – Artistica

Proktu – Montra Artística é o mesmo que dizer Sucesso

Que grande noite foi aquela, parabéns a Sister Luci, dos Atritos Sonoros, e á AAUBI (Associação Académica da Beira Interior) pela magnifica noite que proporcionou as pessoas da Covilhã.

Com cerca de 500 pessoas em todo o recinto, apenas uma pequena parte consegui assistir aos concerto, os quais a chuva obrigou a deslocarem-se á ultima da hora para dentro do anfiteatro da sede da AAUBI. Mas mesmo assim as bandas não perderam a vontade de tocar e o publico respondeu com uma enorme vontade de desfrutar da música. A vontade tornou-se realidade e as bandas (U-Clic e Les Baton Rouge’s) proporcionaram fantásticos momentos musicais, onde se esqueceu o calor e o fumo que inundavam a sala.

U-Clic com sonoridades electrónicas, com bastante maquinaria envolvida, sintetizadores fortes, guitarras que nos levam a sentir algo como que um descer/subir de um elevador em altíssima velocidade, tudo isto conjugado com um óptimo trabalho de VJ que ainda tornava tudo mais alucinante.

Quanto a Les Baton Rouge’s, pouco se pode dizer, pois só quem lá esteve  pode saber o que foi aquela sala durante o concerto… diga-se de passagem, que no mínimo foi electrizante! As fotos do publico que se seguem foram ambas durante o concerto dos/as Les Baton Rouge’s. Punk/Rock no seu melhor, como já não ouvia nem sentia a muito tempo! 😀

As fotos que se seguem não dá para mostrar nem um terço do ambiente fantástico que se sentiu, mas a maquina também não ajudou muito, talvez daqui a uns meses vos possa apresentar aqui algumas fotos com mais qualidade 😉 por enquanto teremos que nos remediar com estas.

Muitos Parabéns, mais uma vez a toda a organização do Proktu ( Atritos Sonoros e AAUBI) e por favor façam com que as pessoas desta terra isolada possam repetir óptimas experiências, como foi esta, muito brevemente.

ContraCultura
contracultura003zc2.jpg

U-clic 1
imagem-019.jpg

U-Clic 2
imagem-032.jpg

Le Baton Rouge 1
imagem-075.jpg

Le Baton Rouge 2
imagem-052.jpg

Le Baton Rouge 3
imagem-060.jpg

Publico 1
imagem-094.jpg

Publico 2
imagem-092.jpg

U-Clic Live@BA

Proktu – Montra Artística

ENTRADA GRATUITA

proktu.jpg

Bons Atritos,

Lúcia

ATRITOS SONOROS

Gran Nota Final

Ora Allo meus caros 😀

Passo por aqui apenas para deixar um print screen de uma pauta editada pelos academicos da UBI, ora vejam lá a nota final daquele rapaz /rapariga… Cheira-me que algo de muito estranho aconteceu passar de 11 para 15 de nota final… Comparem as outras notas, nao há nenhuma subida tao significativa em outras notas.
Continuem bem 🙂gandanota.jpg

Jornadas Imagem Proibida

Censura, idolatria, pornografia, arte e filosofia são alguns dos temas em foco nas jornadas “Imagem Proibida”, a decorrer na UBI dia 11 de Abril. O evento terá início a partir das 10 horas, no Anfiteatro da Parada, e está a cargo do Instituto de Filosofia Prática da UBI e do Labcom. A iniciativa tem três sessões temáticas e conta com a participação de docentes e investigadores da UBI.
António Fidalgo, presidente da Faculdade de Artes e Letras e Paulo Serra, presidente do Departamento de Comunicação e Artes da UBI, estarão presentes na conferência inaugural, que contará com a presença do professor Bragança de Miranda.
A iniciativa é organizada por André Barata e Ivone Ferreira, docentes na UBI. O objectivo é “reflectir sobre os limites da imagem num Departamento com licenciaturas em Cinema, Ciências da Comunicação, Design Multimédia e Filosofia”.

in Urbi et Orbi

« Older entries