100,000 VISITAS

100000-v2.jpg

Anúncios

Estamos de Parabens

1º Aniversario O Suplente

Recepção ao Caloiro 2007 Covilhã [actualizado]

Chegou-nos ao email do programa alguns dos nomes que este ano vem a recepção ao caloiro da cidade neve… Sem mais demoras passemos ao que intressa

DIA 28

Serenata com os “Verdes Anos”
DIA 29

Arraial da Cerveja

Ruizinho

Quinteto ZéZé Fernandes

Leonel Figueiredo

Dj Man-L
DIA 30

Quem é o BOB

Cool Hipnoise

Dj Irmã Lúcia
DIA 31

Leonel Nunes – O Homem do Garrafão

Tunas

Akunamatata

Dj Fernando Alvim
DIA 1

Wraygunn

ThaPunkSportif

Sequela

DIA 2

XPTO

Quim Barreiros

Dj Rita Mendes+Medusa

Dj Electric Girls
DIA 3

69 Dregres

Jorge Palma

DJ Gary Pine+Gemma

Dj Sérgio Delgado
Foi prometido e assim fizemos… Obrigado a quem nos enviou o cartaz completo.

Machibombo Live @ RESET 2007

Desta vez apresentamos por aqui, uma das mais recentes bandas criadas aqui pela “Cova Nostra”, chamam-se Machibombom e são fundamentalmente uma banda de covers, mas com uma óptima escolha musical. Para a semana prometemos apresentar mais uma gravaçao que fizemos deles no dia de encerramento do RESET 07

Serviços Académicos – A homenagem

O blog dos nossos colegas N e a D, do DEPOIS DA COVILHÃ, publicitaram um dos melhores filmes que já vi pelo youtube… Sinceramente acho que é uma curta metragem digna de um projecto de finalistas do curso de Cinema, mas a censura ainda existe por esta universidade, portanto lá teve que ser a Orquestra Académica da UBI a acabar com a censura…

Já b´UBI & Tokuskopus – Entrada “Copus Académicus”

Passatempo Terrakota – Oba Train

clip_image004.jpg

clip_image0062.jpg

Pois é, hoje é dia de lançarmos mais um passatempo…

Se tudo nos correr como esperamos, para a semana vamos ter uma entrevista aos Terrakota, por isso e como uma vez mais queremos interagir com os nossos leitores e com os fãs do grupo que vamos entrevistar, venho lançar o desafio de poderem fazer uma pergunta á banda ou a um membro da mesma que estará via telefone conosco.

É de relembrar que o novo cd dos Terrakota saiu a bem pouco tempo e o concerto de apresentação vai ser amanhã (hoje) , dia 31, pelas 21.30m, na Aula Magna! A festa promete com muitos convidados surpresa á mistura…

As perguntas tem que ser deixadas nos comentários deste Post e tem que estar identificadas com o 1º e Ultimo nome de quem as fez ou um pseudónimo também. Serve, isto para que depois nós possamos fazer as questões a banda ( não puderam ser vocês próprios a fazer as questões, porque as condições que a RUBI oferece não permitem infelizmente).

Se alguém for da zona da Covilhã e estiver mesmo interessado/a a participar ao vivo nesta entrevista pode contactar-me através do email do programa ( osuplente@gmail.com ) e quem sabe não possa ser assim um/a convidado/a especial do programa…

Fico a espera da vossa participação 😉

terrakota.jpg

Nomeações Thinking Blogger

Depois do http://epacumcatano.blogspot.com/ é a nossa vez de nomear, já devíamos te-lo feito mas o tempo é curto e com o Padrinho fora…
Então as 5 nomeações são as seguintes e vou nomear Blog’s exclusivamente da Covilhã,
Tcham tcham tcham ,,,e eles são


http://atritos-sonoros.blog.pt/

pelo desempenho que a Lúcia tem demonstrado quer na sua curta carreira de Dj, quer nos eventos que tem realizado com todo o seu empenho,,,,,,nem em Fátima se vê tanto trabalho, e não se esqueçam de ouvir a irmã na RUBI ás segundas das 10h ao 12h…..

https://osuplente.wordpress.com/

na mesma linha o suplente surpreende-nos pela escolhas eclécticas e menos eclécticas no mundo da música, concertos e eventos realizados na Covilhã. Keep the good Work e não se esqueçam de o ouvir ás quartas das 10h ás 12h também na RUBI

http://sexta-13.blogspot.com/

o sexta 13 apesar de postar pouco 😉 , merece a minha atenção pois prima pelo bom senso e bons textos, rapaziada toca a trabalhar mais “un pokito”……

http://depoisdacovilha.wordpress.com/

depois da covilhã uma agradável surpresa, com textos sintéticos torna a leitura ainda mais ligeira como deve ser no mundo dos Blog’s, com um toque de humor bastante refinado, visita imperial….

http://ocantarozangado.blogspot.com/

and thee last bust not the least, a pedrada no charco dos últimos tempos, com textos extremamente bem elaborados,(confesso que sinto alguma inveja da escrita do nosso amigo José Amoreira) e com informação pormenorizada de tudo o que se passa na nossa queria e amada Serra da Estrela


São estas as minhas nomeações pois o Padrinho deu-me liberdade para tal, provalvelmente as escolhas dele serial outras, mas o k tá dito tá dito.
ABRAÇO MAFIOSO A TODOS OS NOMEADOS

aaa.jpg

Agradeço desde  já ao Blog Mafia da Cova esta nomeação, depois de todo o trabalho que se tem tido para manter este blog actualizado e o programa em constante desenvolvimento positivo, é bom ver o nosso trabalho  reconhecido por uma comunidade conceituada na blogosfera. Num futuro muito proximo será entao a nossa vez de nomear 5 blogs.

O meu muito obrigado em nome d’ O Suplente

Am ou Fm?

A rádio é um aparelho de culto que já não tem o mesmo estatuto antigamente. A televisão roubou grande parte da atenção dos amantes de música com as suas MTVs e os seus VH1s.

amfm.jpeg

Actualmente as pessoas preferem ver os videoclipes das suas bandas em vez ouvir apenas a música.
Mas será apenas o facto de a rádio não ter imagem que afasta a maioria das pessoas, ou o facto de as rádios não conseguirem chegar até aos seus ouvintes.

Nos anos setenta e oitenta, as rádios piratas dominavam o panorama musical. Na altura, o país tinha acabado de sair de uma ditadura, esta era ainda uma nação muito fechada onde a maior parte da música não chegava às multidões. Em Portugal o fenómeno do rock só chegou nos anos setenta com o início da revolução e eram bandas como os Beatniks, os Psico, os Xarhanga ou os Roxigénio que passavam nessas rádios, mostrando que o rock tinha chegado para ficar.

Nessa altura era uma conquista encontrar uma rádio estrangeira para poder ouvir o que se fazia lá fora, sons novos que pareciam estranhos para ouvidos não habituados a sons como aqueles. Nessa altura passavam-se noites a correr a banda fm à procura desses sons que vinham de outros lados.

Em 1981 a rádio começou a sentir os efeitos dos vídeoclipes na cultura musical. Como diz a música dos Buggles “Video Killed the Radio Star”.

Nos anos noventa tínhamos a rádio comercial, a rádio rock que nos trazia o rock que se fazia lá fora e o que se fazia cá, banda comos Nirvana tocavam bastantes vezes nessa frequência. Depressa se tornou a rádio mais importante em Portugal no que tinha a ver com o rock. Mas anos mais tarde rádio fechou e reabriu com uma nova cara uma cara de que era a dela uma cara que já não era rock.

A Best Rock Fm chegou para tomar o lugar da antiga rádio comercial mas não era a mesma coisa.

Hoje em dia as rádios portuguesas recusam-se a passar música portuguesa, ao mesmo tempo em Portugal cada vez se vende mais música portuguesa, este facto mostra como a rádio se encontra distanciada dos seus ouvintes.

Actualmente existe algumas rádios tipo. A rádio que só passa clássicos, é uma rádio cheia de “one hit wonders” de outras épocas que nem chegaram ao segundo êxito. Outro tipo de rádio é a rádio que só passa música de elevadores, rádios perfeitas para escritórios onde as músicas até tem hora para dar. E por fim o pior tipo de rádio a suposta rádio rock que tenta apenas encontrar o novo James Blunt da semana.

Actualmente não é um prazer correr a frequência fm pelo contrário é um trabalho árduo.

Talvez a única rádio que fuja às rádios tipos é a rádio radar, é uma rádio que nos faz lembrar as rádios de antigamente, que nos mostra o que alternativo se faz lá fora e cá dentro. Com excelente profissionais como o Zé Pedro dos Xutos, Nuno Galopim e Inês Meneses entre outros. Talvez o futuro da música não passe pela rádio como nós a conhecemos mas talvez pelas rádios online e pelos podcasts.

by IndieStyle in Blitz

Poluição, uma das muitas vezes

poluiao1ju3.jpg

poluiao2qm7.jpg

Ribeira, junto ao pólo 6 ás 14:30, do dia 28 Fev, 2007

A Brigada de Ambiente da PSP levantou, ontem, um auto à empresa de lanifícios Alçada e Pereira, na sequência de descargas feitas para a Goldra, uma das duas ribeiras que atravessa a cidade da Covilhã, disse ao Diário XXI Laia Rodrigues. Segundo o director regional do Ambiente e Ordenamento do Território (DRAOT), no distrito de Castelo Branco, “tratou-se de uma situação acidental, provocada pelo derrame de pequenas quantidades de detergente”.
Os técnicos da DRAOT foram ao local a meio da tarde, mas não levantaram auto de notícia “por já ter sido elaborado pela PSP”, explicou Laia Rodrigues, acrescentando que “só é possível determinar o grau de poluição provocado pelo detergente após a realização de análises à água”, que irão ser efectuadas.
Segundo testemunhos recolhidos pelo Diário XXI, as descargas começaram a ser efectuadas de manhã, “dando à água uma coloração negra”. Os mesmos testemunhos explicaram que, ao início da tarde, na zona do Pólo II da Universidade da Beira Interior, a água já não estava negra: “Havia muita espuma ao longo da ribeira e também nas tampas de saneamento”.

Diário XXI

Este foi um caso denunciado em primeirissima mão aqui na máfia ontem (ver fotografias). Após alguns rumores de que poderia ter sido uma forma de protesto de alunos de arquitectura, mas afinal a responsabilidade foi da fábrica Alçada e Pereira. Esperemos que não voltem a acontecer acidentes destes.

in Mafía da Cova

O problema é que acidentes como estes acontecem (atrevia-me a apostar) mais que uma vez por semana…

Apenas mais uma viagem

O sujeito tinha uma viagem pela frente. Atravessar meio Portugal era a sua missão. O motivo nem interessa para o caso. Para variar, iria de carro, sozinho.

Mesmo antes de meter a chave na ignição, o sujeito olha para a velha bolsa de cds na esperança de encontrar algo que lhe possa animar um pouco o espírito, que engane o marasmo de percurso marcado pelas longas rectas de auto-estradas. Tem mais de 50 álbuns, mas tudo lhe soa a mais que ouvido.

O sujeito decide então algo diferente. Para o bem e para o mal, vai deixar que sejam as ondas da rádio a determinar o fluxo da viagem. Até porque já é de noite e a música tende a não ser tão comercial. Espera ser surpreendido e é também por isso que opta por se abster de sintonizar emissoras nacionais.

Começa por ouvir um programa dedicada à música electrónica da única rádio do ponto de origem da sua viagem. O sujeito é bombardeado por batidas execráveis que bem poderiam ser a música de fundo de um qualquer carrossel manhoso. Felizmente, a auto-estrada aproxima-se e, com ela, mais frequências.

Nova tentativa de sintonização. A busca automática, caprichosa, pára num clássico “discos pedidos”. O sujeito ouve “a Carla Vanessa dedica este tema Tony Carreira ao seu marido, filhos e todos os amigos com muito”… Nem deixa terminar a dedicatória. Terceira tentativa. Ouve-se o final de uma das músicas do último álbum dos Loto. O sujeito já os viu ao vivo e não desgostou, deixa ficar naquela frequência que parece prometer. Segue-se Blind Zero, uma das antigas. O título era… O sujeito tem uma péssima memória. Contudo, lá vai um pouco menos apático na viagem, a agitar ligeiramente a cabeça. Entra o animador em acção para anunciar que o próximo tema é de André Sardet.

Agastado, o sujeito volta à busca automática. Durante os próximos 15 minutos, vai saltitando de frequência em frequência. Nada de interesse. Como em tantas outras situações, farta-se da experiência. Já só quer ouvir um dos seus velhos álbuns.

Ziguezagueando automobilistas que respeitam o limite o velocidade, o sujeito procura desesperadamente uma estação de serviço. 20 quilómetros para a próxima, diz a placa. Não pode esperar tanto tempo. Sem abrandar, o sujeito estica o braço, pega na bolsa de cds e, sem escolher, lá consegue tirar um disco. Com mais um esforço, encontra a ranhura do leitor. Olha para a frente e apenas tem tempo para perceber que está próximo demais da traseira do camião.

“Funeral”, de Arcade Fire, ainda tocava quando chegaram os bombeiros para desencarcerar o corpo sem vida do sujeito.

Bons atritos,

Nad

Texto cedido pela sempre bem vinda a este paroquia, Irma Lucia, atraves do seu blog atritos-sonoros.blog.pt

irmalucia.jpg

« Older entries