«O Labirinto do Fauno», de del Toro vence Fantasporto

«O Labirinto do Fauno», do realizador mexicano Guillermo del Toro, venceu o 27º Fantasporto – Festival Internacional de Cinema do Porto, ao ganhar o prémio para o melhor filme da Secção Oficial Cinema Fantástico, a principal do certame.

É a segunda vez que Guillermo del Toro vence o Fantasporto, o que aconteceu também em 1994, com o seu primeiro filme, «Cronos».

«O Labirinto do Fauno», já em exibição nas salas de cinema nacionais, ganhou há apenas uma semana os Óscares de Melhor Direcção Artística, Fotografia e Caracterização.

O Fantasporto 2007 distinguiu também este filme com o Prémio de Melhor Actor, para Sergi López.

A actriz espanhola Ariadna Gil, uma das protagonistas de «O Labirinto do Fauno», ganhou o Prémio Melhor Actriz da secção Cinema Fantástico, pela actuação no filme «Ausentes», de Daniel Calparsoro.

Na outra secção oficial competitiva, a Semana dos Realizadores, o galardão principal foi para o filme galego «Un Franco, 14 Pesetas», que marca a estreia na realização do conhecido actor espanhol Carlos Iglésias.

O filme, que ganhou também o Prémio Melhor Realizador, conta a história de dois amigos que nos anos 60, na Espanha no general Franco, decidem procurar trabalho na Suíça, num argumento que foca a emigração de uma maneira bem-humorada, combinando a comédia com a crítica social.

Os filmes asiáticos voltaram a brilhar no 27º Fantasporto, arrecadando vários prémios, como aconteceu com «Isabella», de Ho Cheung Pang (China), que venceu a secção Orient Express e ganhou o prémio para a Melhor Actriz da Semana dos Realizadores, para a macaense Isabella Leong.

«The Host», de Bong Joon-Ho (Coreia) arrecadou o Prémio de Melhor Realização da Secção Oficial Cinema Fantástico, enquanto «Time» de Kim Ki-duk, ficou com o Prémio Melhor Actor da Semana dos Realizadores.

Do México chegou outro dos hispânicos vencedores do Fantasporto 2007, já que o Prémio Especial do Júri foi para «Histórias del Desencanto», de Alejandro Valle, com uma estética próxima do surrealismo avant-garde dos anos 20, num tom provocador e cru.

Além dos espanhóis e hispânicos, os asiáticos estiveram também em destaque, já que «The Host» valeu a Bong Joon-Ho o Prémio de Melhor Realização, enquanto «Re-Cycle» dos irmãos Pang (Danny e Oxide, criadores de «The Eye», de 2002) ganhou o Prémio Melhores Efeitos Especiais.

O Melhor Argumento da Secção Oficial de Cinema Fantástico pertence a James Moran, o inglês que escreveu a história que deu origem a «Severance», de Christopher Smith.

A Menção Especial do Júri Internacional foi para o filme norueguês «The Bothersome Man», de Jens Lien.

Na Semana dos Realizadores, o Prémio especial do Júri foi para «Subsidio Encomendado», de Artur Serra Araújo, que conta as vicissitudes de Luís Tinoco, um homem que, na sequência de desgosto de amor decide suicidar-se, o que se virá a verificar mais difícil. Uma das presenças habituais do Fantasporto, o sul-coreano Kim Ki-Duk, viu o seu filme «Time» ganhar o Prémio para Melhor Actor, para Jung-Woo Ha.

O júri da Secção Oficial Orient Express decidiu, ainda, atribuir a «The Promise», de Chen Kaigé, o Prémio Especial da Secção.

Os prémios serão entregues hoje à noite, durante a sessão de encerramento, em que será exibido o filme «The Fountain» (título português «O Último Capítulo»), de Darren Aronovsky.

Na sessão serão atribuídos prémios de carreira aos actores Ruy de Carvalho, Rosanna Arquette e Henry Thomas (o protagonista do filme «ET»).

A organização estima, de acordo com os números apurados até agora númer o final de entradas vendidas deverá rondar as 85 mil, o que corresponde a uma taxa de ocupação de cerca de 78%.

Relativamente, aos cartões de imprensa, convidados, participantes e indústria, em 2007 foram emitidos 1195 cartões de livre-trânsito, que por si só, superam a própria lotação das salas do Rivoli.

O Fantasporto registou a presença de cerca de 100 convidados estrangeiros representantes dos filmes presentes no festival, cerca de 150 jornalistas das mais diversas nacionalidades.

Durante os 14 dias de duração, o Fantasporto exibiu cerca de 200 filmes, 130 longas-metragens e 70 curtas-metragens.

Diário Digital/Lusa

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: