Grammy’s, na optica d’ O Suplente

dixiechicks_manchete.jpg

Como ficou ontem aqui prometido, hoje era dia de deixar a minha opinião sobre a entrega dos Grammy, que ontem se realizou em Los Angeles.

As grandes vencedoras desta edição foram as Dixiw Chicks (cinco nomeações, cinco Grammy’s conquistados), como álbum Taking the Long Way, que não é sem duvida a minha primeira escolha para álbum do ano, mas contando que os nomeados não eram nenhuma das minhas primeiras escolhas, até que não foi uma má opção.

Nas categorias de Rock, para melhor Solo teria apostado em Beck de entre os nomeados, já que nenhum dos outros nomeados se inseria nas escolhas principais d’ O Suplente.

Já no que toca a performance em grupo, não é novidade nenhuma que para os leitores e ouvintes que os The Racounters são uma das grandes escolhas para as nossas Playlists, principalmente a faixa “Steady, As She Goes”, que nos leva a identificar os The Racounters com os White Stripes, onde figura Jack White como vocalista e principal elemento. Estes seriam também a nossa opção para Álbum de Rock do Ano, com o álbum Broken Boy Soldiers, que pode ser escutado do princípio ao fim sem uma única interrupção e sempre com um grande entusiasmo.

Na categoria de Hard Rock, tanto Tool como System of a Down seriam vencedores natos, tanto pelos seus álbuns como pelas suas performances ao vivo, mas a academia ficou-se por Wolfmother, o que foi para nós uma grande decepção.

Os Slayer conquistaram a categoria referente ao Metal. Aqui nada a apontar, prémio mais que merecido pela faixa Eyes of the Insane e pela sua carreira e curriculum.

Whatever People Say I Am, That’s What I’m Not e os seus produtores Arctic Monkeys (na foto) foram os grandes derrotados deste ano para nós. Perderam na categoria de melhor álbum de musica alternativa e na melhor performance instrumental. Isto fez com que o fenómeno Arctic Monkeys, não recebesse o devido reconhecimento que deviam ter recebido por parte da academia.

Só para que fique registado os Ok Go, banda que consegui amealhar o seu sucesso através do famoso Youtube conseguiu arrecadar o prémio para Melhor Videoclip Curto, já que foi um sucesso entre a comunidade cibernauta.

Para finalizar, O Suplente quer deixar aqui o seu total desacordo em relação à escolha de o Melhor Álbum Eletronico/Dance, que teve como vencedor o álbum Confessions on a Dance Floor de Madonna. Por amor de Deus, alguém me consegue explicar o que é que este álbum tem de bom, comparado com as performances dos Goldfrapp, dos Zero 7 ou dos Pet Shop Boys? Pois presumo que sem ser os fãs desta senhora, poucos mais me conseguiram explicar o porque desta nomeação. Por aqui estamos todos bem estupefactos com a surpresa que foi… talvez para o ano a academia tenha mais visão e consiga abrir os olhos para a diferença entre quantidade e qualidade, porque acho que esse foi o factor dominante nesta categoria.

83_arcticmonkeys_l251005.jpg

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: